Título: Apenas Me Ame 
Subtítulo: rock e perfume: o som do amor
Autora: Rossana Cantarelli
Ano: 2017
Páginas: 300
Editora: Independente


Sinopse:

Depois da paixão arrebatadora que viveu com seu ídolo no passado, Isabela reencontra Luc Bellucce após alguns anos, e percebe que ainda se sente atraída por esse homem que um dia lhe roubou o ar.
Sem mais incertezas e muito determinado, Bellucce estará disposto a fazer de tudo para reconquistar a mulher que sempre amou e perdeu no passado, agora sem mais obstáculos para ficarem juntos.
De forma muito divertida, roubam a cena mais uma vez os melhores amigos de Isabela, Fred e Mila, que continuarão a dar palpites engraçados e verdadeiros à amiga, que nem sempre serão seguidos pela protagonista.
Nesse livro, Luc Bellucce tem a chance de reconquistar seu grande amor, seduzindo Isabela com a inteligência de um homem maduro e determinado.
Será ele capaz de convencê-la que sempre a amou? Será ela capaz de perdoá-lo? Ela estará pronta para finalmente viver essa paixão?
Leia Apenas Me Ame e deixe se envolver por esse romance, descobrindo a cada página, o poder do som e do amor.

“Hoje, eu só quero olhar para você, Isabela” – Bellucce.





"Se eu não te amasse tanto assim"

“Apenas Respire” terminou implorando por uma continuação e é isso que o leitor ganha. O segundo livro começa dando sequência ao reencontro da Isabela e do Bellucce no aeroporto.
Isabela decide retornar sua vida profissional após um tempo dedicando-se somente a Carina e entra em contato com o Alan para voltar ao mercado de trabalho. Quando é chamada pelo Luc para produzir o novo álbum da Dawn Sunless, depois de uma pequena reluta em trabalhar novamente com o Luc ela acaba aceitando o convite.

Acontece a reaproximação da Isabela e do Bellucce, e o que a mais preocupa nesse momento é a Carina, pois seu maior medo é de o relacionamento não dar certo e a filha acabar saindo sofrendo.
O Bellucce se prova alguém um pouco diferente do primeiro livro, enquanto no primeiro livro a relação dele com a Isabela era paixão, algo mais carnal, agora o leitor tem uma relação de puro amor, bem mais sentimental. Além da presença dos filhos do Luc, que apareceram uma única vez no primeiro livro e agora eles estão no desenrolar da história, até mesmo abordando temas polêmicos do nosso dia a dia.

Além disso, a Isabela vai ter que lidar com a presença da Ewa, uma ex namorada do Luc que fará de tudo para tê-lo de volta. Sem seus amigos por perto fisicamente ela terá que fazer o que sempre fez na vida, seguir em frente.

Nesse segundo livro a Isabela está mais madura, tomando as próprias decisões. Além de mostrar mais uma vez sua força de dar a volta por cima e começar uma nova história (quero aprender!). A relação dos dois está mais forte, tendo muito mais amor envolvido e não uma mera paixão. Sem mencionar o relacionamento que a Carina cria com o Bellucce, que é a coisa mais fofa!


Esse segundo livro foi o desfecho certo para a história da Isa, tem os toques de realidade que torna tudo mais especial. E principalmente a mensagem que a Isabela nos deixa de ter força e correr atrás daquilo que queremos.

Ps.: Os capítulos começam com trechos de música e eu acho isso maravilhoso! Até chorei com uma música! 

A revista Mundo Estranho da editora Abril lançou esse mês seu primeiro livro, uma coletânea de contos com autores sucessos do Wattpad, neles são apresentados mundos distópicos. Pode ser encontrado em bancas de jornais e nas melhores livrarias. Os autores participantes e seus respectivos contos são:

Rô Mierling - “Caça e caçador”
Clara Savelli - “Perfeito problema”
Thati Machado - “Liberdade comprometida”
Marcus Barcelos - “Abbie”
Chris Salles - “Fragmentos”
Mila Wander – “Perpetuação”
Aimee Oliveira – “Amigo de lata”
Lilian Carmine – “Sobrenatural”
Juliana Parrini – “Memórias perdidas”
Felipe Sali – “Alegoria da caverna”



A Clara Savelli é nossa autora parceira e eu trouxe o conto dela, confesso que ainda não li nenhum dos contos, mas assim que eu o fizer trago uma resenha. Trago para vocês a sinopse do conto Perfeito Problema.

Sinopse – Perfeito Problema

Perfeito problema se passa em um mundo distópico onde por decreto governamental nenhum cidadão tem autorização para deixar suas casas. Para garantir que isso será cumprido, o governo fechou todo acesso com o mundo exterior (portas e janelas) e distribuiu pulseiras rastreadoras, que monitorariam o paradeiro de todos e garantiriam que ninguém descompriria as regras.

O único contato das casas com o mundo exterior é através de uma claraboia que abre automaticamente em horários pré-programados do dia para a passagem de um drone, carregado de alimentos, remédios e qualquer outro tipo de provimento que a casa precisar e que o governo achar justo.

Marina é uma hacker que atua tentando descobrir o que está escondendo. Seu melhor amigo, Bernardo, é uma mente analítica que descobre como burlar o sistema de rastreamento da pulseira. Os dois integram a Resistência – um grupo de inconformados que quer retomar o controle da situação e se reúne ilegalmente. Por isso, os dois são mais conhecidos como Bela e Fera.

Quando os integrantes da Resistência não aparecem para o encontro na noite marcada, Bernardo e Marina começam  a entrar em pânico. Um bilhete anônimo diz que o grupo foi exterminado e que todos correm risco. Inclusive Marina, que é arrastada para fora de casa na manhã seguinte por uma equipe de agentes do governo que quebrou a parede da sua casa com uma bola de demolição sob a justificativa de que é “perfeita”.


O que é ser perfeita? Para onde eles estão a levando? Como ela fará para se comunicar com Bernardo e pedir ajuda? De quem era o bilhete anônimo? Será que a Resistência toda foi mesmo dizimada? Marina precisa descobrir as respostas. E rápido.

Título: Apenas Respire
Subtítulo: rock e perfume: paixão no ar
Autora: Rossana Cantarelli
Editora: Multifoco
Ano: 2016
Páginas: 346

Sinopse:

Isabela Alencar é uma mulher jovem, independente e apaixonada por música. Na adolescência, seu irmão mais velho lhe apresentou às bandas de heavy metal. Após conhecer a banda Dawn Sunless e ser capturada pelo som da guitarra, decidiu estudar o instrumento. Já adulta, morando no Rio de Janeiro e trabalhando na Assessoria Jurídica da Marinha, vê sua vida ser marcada por uma tragédia. Decide, então, largar a carreira jurídica e dedicar-se à docência numa faculdade de música do Rio. A partir daí, sempre apoiada pelos amigos Mila e Frederico, Isabela verá sua vida mudar completamente, com a aceitação da Dawn Sunless para sua pesquisa de doutorado. Ela embarca para Nova Iorque para passar três meses no estúdio com a banda. Chegando lá, conhece pessoalmente seu ídolo, o guitarrista Luc Bellucce. Com sinais sutis, tem início um despertar de sentimentos provocados por sensações intensas. Uma paixão que ela jamais pensou em viver novamente.

Mais informações e como comprar clique aqui



" Se eu pudesse para o mundo, gostaria que fosse nesse momento" Rossana
 Esse livro foi uma experiência muito diferente para mim, primeiro que eu o li em um Book Tour, recomendo a todos a fazerem parte de um algum dia e segundo que eu li quase que 95% no ônibus e eu nunca tinha feito isso. Eu não consigo definir o que senti ao ler, foi uma mistura de sentimentos.

Isabela é uma gaúcha que após se formar em direito vem para o Rio de Janeiro trabalhar na Marinha do Brasil, após uma tragédia pessoal resolve largar a vida jurídica e se dedicar ao seu verdadeiro sonho, a música. Sua rotina passa a girar em torno de sua vida docente e sua vida como produtora, além dos seus amigos, Mila e Frederico.

Para terminar sua pesquisa para o doutorado, Isabela precisa fazer uma pesquisa sobre uma banda e ela tenta arriscar pesquisar uma das sua bandas favoritas a Dawn Sunless, quando adolescente se tornou muito fã deles e foi um dos motivos para gostar tanto de guitarra.

Apesar de tudo apontar para não dar certo, a banda aceita seu pedido de pesquisa e ela embarca para viver 3 meses em Nova York convivendo com seus ídolos. Chegando lá ela se hospeda na casa de um casal que tem uma banda e eles passam a se dar muito bem. Até que chega o grande momento de conhecer a banda e em especial Luc Belluce, com o tempo eles acabam se tornando amigos e os sentimentos começam a despertar.

Claro que nem tudo é um mar de rosa e a vida não segue o rumo que queremos, ele é casado e após os 3 meses ela volta para o Brasil, com o coração todo despedaçado, ela tem reconstruir sua vida, mas tudo sai dos trilhos quando o Luc vem ao Brasil vê-la. Várias coisas acontecem e ela acaba indo para os EUA novamente, como a vida é uma caixinha de surpresas, ela acaba conhecendo outra pessoa. E seu coração fica dividido.

O livro aborda vários temas reais que acontecem diariamente, e por isso talvez, não estejamos acostumados a ler com frequência. Uma coisa que aprendi e tirei de lição foi que mesmo que tenhamos tragédias que pareçam irreparáveis, podemos sempre dar a voltar por cima e seguir a felicidade.

O ritmo de leitura é um pouco rápido, mas dá para perceber o quanto a Isabela vai amadurecendo ao longo da história, no começo ela age sem pensar muito e acaba sofrendo com as consequências, mas em um certo momento ela passa a refletir sobre as suas atitudes e começa a concertar seus erros. Eu terminei de ler e já queria ler a continuação. O segundo livro já está na fase de revisão e deve sair ainda esse ano, estou bem ansiosa para ver o desfecho, porque estou curiosa para saber o que aconteceu com alguns personagens.



O amor não é cor de rosa. O amor é vermelho, cor de sangue, cor de luta, cor de coragem!

Olá!  Fizemos uma entrevista com a nossa autora parceira Clara Savelli e estamos aqui para compartilhar com vocês. Se você ainda não conhecem nossa parceira é só clicar aqui Autora Parceira - Clara Savelli

Entrevista

 Como foi no início da sua carreira?

Foi um pouco maluco, rs. Eu sempre gostei de escrever, mas achava que era um sonho impossível. Sabia que ia escrever pelo resto da minha vida, mas pensava que nunca teria um livro publicado e tudo mais. Eu acabei tendo essa oportunidade e começando minha carreira formalmente em 2010, quando assinei o contrato de publicação de Mocassins e All Stars. O livro acabou só saindo em 2014, depois de uma cota bastante alta de decepção. Ou seja, o início foi bem maluco e conturbado, mas nada foi capaz de me fazer desistir!

Você teve algum incentivo, ou você sabia que nasceu para ser escritora?

Eu sempre soube que queria escrever mas, quando eu era bem pequena, minha família não entendia muito bem que isso ia além de um desejo infantil. Era algo da minha personalidade, sabe? Sem o qual eu não sei viver. Então quando todo mundo me perguntava o que eu queria fazer quando crescesse e eu respondia “ser escritora”, todos me incentivavam a ser algo além disso: “ser escritora e mais o quê?”. Resolvi ouvir, já que todos eram mais velhos e mais sábios. Todavia, quando as portas começaram a se abrir e o reconhecimento real pelo meu trabalho começou a aparecer, meus parentes e amigos entenderam que aquele era meu caminho real e hoje me apoiam incondicionalmente.


Como foi quando você começou a escrever seu primeiro livro? Você teve apoio da família?

Vou considerar Mocassins e All Stars para essa resposta. Antes dele, eu só tinha escrito livros curtos e familiares, sem expor meu trabalho para mais ninguém além de alguns amigos ou parentes. Com Mocassins e All Stars comecei o processo de jogar meu livro na rede (ele era publicado no Orkut) e receber as críticas, os comentários e os surtos. Esse processo me fez crescer muito como escritora. Comecei a fazer isso em 2007 e até 2009, quando recebi o contato da editora querendo publicar o livro, ninguém da minha família e dos meus amigos sabia que eu estava escrevendo! Isso mesmo: eu tinha mais de 500 leitores online e ninguém que dividia o meu dia-a-dia comigo sabia do livro! Foi muito louco, mas quando eu contei tudo e mostrei a comunidade, me apoiaram muito!


↠ Quanto tempo em média você demora para completar um livro?

Depende do livro e do tempo que eu tenho disponível. Por exemplo, demorei anos para terminar Mocassins e All Stars porque estava no Ensino Médio quando comecei a escrever. Minha vida era a maior correria e sobrava muito pouco tempo livre para dar continuidade ao livro (mesmo quando eu passava a maior parte das aulas de exatas escrevendo, rs). Já Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos eu escrevi em 6 meses (entre Dez/2014 e Junho/2015). Eu estava no último período (!!!) da faculdade de Direito, mas consegui me organizar para não deixar os capítulos de lado mesmo com as cobranças e com a monografia. Por sorte, me livrei da OAB já em Jan/2015 e tive menos preocupações. Tiete! já demorou bem mais, porque eu estive trabalhando um grande pedaço da publicação e fiquei meses sem conseguir postar regularmente. Por fim, acho que Chinelo e Salto Alto será um livro rápido já que agora estou dedicada quase que integralmente a minha carreira literária.
Estimo que seu término seja em maio! As histórias de Mocassins e All Stars e Tiete também eram mais complexas e, obviamente, tomariam mais tempo.


Você costuma colocar sua realidade nos livros?

Diretamente não, mas indiretamente sim. Eu não me inspiro na minha vida ou na vida de conhecido, mas sim em pequenos fatos do cotidiano. Uma conversa entreouvida por aí, um caso que uma amiga contou ou até algo que realmente aconteceu comigo ou com algum conhecido, mas de forma indireta. Acho que, no final das contas, eu coloco um pouquinho da realidade de todo mundo – mesmo daquelas pessoas que eu não conheço – pois falo sobre assuntos e realidades que permeiam ou permearam a vida de todos.


Como você escolhe as músicas para os capítulos de Chinelo e Salto Alto?

Na verdade, escolhi com antecedência as músicas. Fiz uma análise de em quais anos se passaria a trama, considerando os acontecimentos de Mocassins e All Stars e de Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos. Depois, dividi os anos nos quais a história se passava entre os acontecimentos da vida do casal e, enfim, fui olhando os tops de música – ano por ano – e anotando aquelas que eu achava que se encaixariam com a história. Vários leitores também sugerem músicas e eu acato, se for possível!


↠ Quando não vem a inspiração, o que você faz?

Tento não ficar desesperada. É difícil ficar totalmente bloqueada quando eu preciso postar um capítulo por semana e é muito fácil entrar em pânico, pensando que não terei como postar e deixarei meus leitores chateados. Eu funciono bem com prazos (com isso quero dizer que produzo bem sabendo que tenho um prazo, mas minha saúde não agradece não, rs) e isso quer dizer que raramente não consigo postar um capítulo por semana (ainda que atrase um dia ou dois). Mas quando é algo que eu não tenho prazo, normalmente eu espero. Vou ouvir músicas inspiradoras, assistir um filme adolescente, dar um passeio na rua ou fazer exercícios de escrita criativa. Com um pouquinho de paciência, a inspiração volta.


Como é viver de literatura?

Desafiador. No momento não dá para dizer que é minha realidade. Apesar de ser a minha atividade principal, junto com o mestrado que comecei agora em março, a verdade é que ainda não consigo me manter só com dinheiro referente à literatura. Estou usando muito do dinheiro que guardei com trabalhos regulares e também contando com a ajuda de meus pais. Faço trabalhos correlacionados com literatura (produção de texto, revisão de trabalhos acadêmicos, etc) para conseguir uma graninha extra também. Vamos seguindo com fé!


O que representa o Wattpad na sua vida?

O Wattpad abriu muitas portas para mim no mercado literário e me possibilitou retomar o contato diário com os leitores, que é a parte que eu mais amo de escrever online – ainda que, ultimamente, não tenha conseguido dedicar muito tempo. Desde que o Orkut acabou, fiquei vagando pelo universo literário tentando achar um espaço para meus textos e quando o Wattpad surgiu, agarrei a oportunidade com unhas e
dentes. Sou muito grata ao que o aplicativo me oferece diariamente e, especialmente, grata a todos os meus leitores – que são o motivo de tudo.


Sei que é injusto escolher, mas, de todos os seus personagens qual você escolheria para ganhar vida?

Há alguns anos eu diria Arthur Torrez (Mocassins e All Stars) sem pestanejar porque ele era simplesmente o cara dos meus sonhos, rs. Ainda sou apaixonada pelo meu personagem, mas ainda mais apaixonada pelo meu namorado há quase 5 anos (rs). Dessa forma, o Arthur na vida real não faria mais tanto sentido – só para minhas leitoras, né?! hahaha. Eu acho que eu e Katerine (Tiete) seriamos muito amigas, mas a Leah (Mocassins e All Stars) continua sendo uma das minhas personagens favoritas de todo o planeta Terra e eu adoraria tê-la como amiga.


Livro físico ou e-book?

Eu leio em qualquer formato, mas ainda prefiro os livros físicos. Nada supera a alegria de ter um dos seus livros favoritos na estante! O problema é não ter mais lugar na estante, que vem sendo meu caso! Hoje tenho tentado comprar físico só aqueles livros que tenho certeza que vou amar (de autores que eu já gosto, por exemplo) ou esperar, comprar e ler o ebook e depois comprar o físico, se amar.


Qual é o maior problema no mercado editorial brasileiro, na sua opinião?

Nosso mercado editorial brasileiro ainda está amadurecendo e se consolidando. Há alguns anos ele era praticamente inexistente, então creio que tivemos uma grande e positiva evolução. Tenho esperanças de que esse processo continuará acontecendo e que no futuro novas oportunidades aparecerão para os escritores nacionais. Para isso, precisamos de você, leitor, compre os livros nacionais! Peça livros nacionais para as editoras! Agite as redes sociais! Se faça presente!


↠ Qual conselho você daria para alguém que está começando a escrever agora?

Que não desista e que busque sempre se informar. O mercado é confuso e difícil, sem informações ele pode ser simplesmente impossível. Muitas vezes a vontade de desistir vai bater na sua porta, mas faça o que puder para não abrir. O dia-a-dia pode ser cansativo, mas os comentários de seus leitores serão seu combustível. Força! Estamos juntos!


Quais são seus principais planos para o futuro?

Estou na batalha para publicação de Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos, que já está sendo analisado por algumas editoras. Estou passando pelo processo de revisão de Tiete! junto com minhas agentes. Pretendo continuar a publicação de Chinelo e Salto Alto no Wattpad e escolher alguma nova obra para postar por lá quando essa acabar. Além disso, se tudo der certo, até o final do ano pretendo ter algumas obras na Amazon (coletâneas de contos)! Vamos torcer para tudo caminhar conforme planejado 😊


Quero muito agradecer a Clara por ter tirado um tempinho para responder, estou louca para te dar um abraço! Leiam as histórias da Clara, porque elas são de tirar suspiros. Espero que vocês tenham gostado, até a próxima. Beijos!

Olá! Você já ouvi uma dessas músicas: Lost Stars ou Go Now? Se sua resposta foi não, recomendo escutar pelo menos uma das duas, ou as duas antes de continuar a ler. Não sei se você é sentimental para música, mas eu sou, ás quando escuto uma música ela me faz chorar e eu nem sei o motivo, e isso sempre acontece comigo, e não importa quantas vezes eu escute a música, sempre fico emocionada.


Hoje eu vim para falar de dois assuntos que gosto muito, música e filme. Lembra das músicas que falei ali em cima, elas são a peça chave para o que eu vou falar. Sabe qual é a relação entre ambas? É o cantor e o fato de fazerem parte de filme. As duas são cantadas pelo Adam Levine, vocalista da Maroon 5 <3. Os filmes em que essas músicas aparecem é Begin Again, na qual toca Lost Stars e Sing Street que toca Go Now.

But are we all lost stars
Trying to light up the dark?


  • Begin Again




O título desse filme no Brasil é Mesmo Se Nada Der Certo, estrelado por Keira Knightley, Mark Ruffalo e Adam Levine. Conta a história de uma cantora e compositora ainda não descoberta que se muda para Nova York com seu namorado também cantor que está fazendo sucesso, após uma briga do casal ela vai morar com um amigo e pensa em ir embora, até que ela conhece um produtor de discos, alcoolatra e que passa por problemas profissionais e pessoais. A ideia é criar um álbum para que ela possa fazer sucesso.

A música Lost Stars é uma marca para os personagens da Keira e do Adam, e aparece em alguns momentos durante o filme, e é toda tocada no final, cantada pelo próprio Adam Levine, arrancando lágrimas de minha pessoa. 

Para quem ama música, quer viver de música, esse é um filme que você deveria assistir. Mostra as dificuldades da baixa renda nas produções, cantores de rua, começo de carreira, mostra também a forma como o sucesso sobe na cabeça de algumas pessoas. Espero que esse filme te toque assim como me tocou.

So here we are We got another chance for life


  • Sing Street



Dirigido por John Carney, o mesmo de Begin Again. O filme se passa na Irlanda de 1985 e conta a história de Conor que muda de escola devida a situação financeira da família, assim que chega nesse novo colégio tem problemas com um valentão, e também com o padre responsável pela escola. Logo ele se encanta por Raphina, vendo como forma de se aproximar da moça ele diz ter uma banda e que está procurando uma modela para um vídeo. O enredo todo gira em torno da formação dessa banda, das influências musicais do irmão de Conor. 

Eu assiste esse filme primeiro porque gostava da música e segundo que a Nina Novaes do Psicose da Nina falou muito bem e me deixou com um gosto de que precisava assistir. Eu gostei muito do filme, fiquei na torcida pelo Conor, além de ter uma trilha musical bem legal. 

É um filme que aborda assuntos como problemas familiares, violência na escola, busca dos sonhos e que nos mostra que podemos mudar nosso futuro com atitudes no presente.

Para quem ama música e filme acho que essa é uma boa pedida. Espero que tenham gostado e até a próxima. Beijos





Título: Como eu era antes de você
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 320

Sinopse

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.



Louisa tem uma vida estável e sem grandes mudanças até perder o emprego de garçonete. A vida da protagonista começa a mudar e ela busca um novo emprego, porém parece não se encaixar em nenhum deles, não tem experiência e nem aptidão. (Quem nunca?!!!). É quando vai para a casa dos Traynor para trabalhar como cuidadora de um tetraplégico, com contrato de 6 meses e com um bom salário. Mas o grande problema é aprender a lidar com o Will, um homem antipático, sarcástico, rancoroso e grosseiro.

Com o desenrolar da história o relacionamento entre ambos vai melhorando e nesse meio tempo Louisa descobre o motivo de seu contrato ser de apenas 6 meses. Ela começa a criar estratégias e formas de mostrar ao Will que a vida vale a pena ser vivida mesmo em uma cadeira de rodas.


Achei a coisa mais linda ver como o relacionamento deles vai melhorando e como a Lou vai aprendendo coisas novas. A história é aquela que faz seu coração ser repartido em mil pedaços, apesar de eu não ter chorado lendo (insensível!), mas chorei muito vendo o filme.


A Jojo soube muito bem como levar o público e nos fazendo sentir o que os personagens estavam sentindo. Esse é um daqueles livros para ler em uma tarde chuvoso, com uma caneca de café (ou chá) e ficar refletindo a vida e as marcas que deixamos.

O livro foi uma surpresa para mim, via muitas pessoas dizendo que estavam de ressaca literária, que choraram litros, como disse isso não aconteceu comigo, mas ele me tocou bem lá no fundo. Foge um pouco do clichê comum de romances, levando a história por novos caminhos e amei mais ainda a adaptação. São personagens que vou levar comigo e confesso que carrego muito do Will e poucas coisas da Louisa.

Espero que tenha gostado do meu breve comentário do livro. Deixe nos comentários o que acharam do livro. Beijos e até a próxima.


Apenas viva.

Olá gente! Hoje estou trazendo mais uma parceria aqui para o blog, a autora Alana Gabriela (sim gente, minha xará). Estou muito feliz com o crescimento do blog e estou muito empolgada para esse novo ano de 2017.


  • Sobre a autora:


O nome dela é Alana Gabriela, mas pode chamar só de Gabriela!
    Ela tem dezenove anos e na maioria do tempo está escrevendo, estudando, lendo ou assistindo, se não, tentando fazer os quatros num dia só, o que é um grande problema. Faz licenciatura de Letras Português - Inglês na UFS porque 1) Ama falar em inglês e é fascinada com a ideia de aprender Literatura de uma cultura diferente como a Britânica, por exemplo e 2) Porque no estado dela não tem o curso de escrita criativa que seria o mais adequado, então optou pelo mais próximo, além, é claro, de amar todas aquelas regrinhas do Português que todo mundo odeia. 
   É filha mais velha, irmã de gêmeas jogadoras de vôlei da seleção sergipana, compositora de músicas em inglês, escritora compulsiva, com doze obras escritas desde 2013 e está trabalhando em mais dois livros agora. Amo seriados(está acompanhando, ou melhor, tentando acompanhar 40 no momento), lê ouvindo música e escuta muito Indie Folk, Rock Alternativo, Hard Rock, Soul, Jazzy e R&B enquanto escrevo.
    É claro que há mais, muito mais para contar, para saber mais é só entrar no blog dela Pieces of Alana Gabriela


  • Obras:

Flor de Cerejeira

abou matando um pai de família e, foi parar na prisão. Sem a referência paterna, e com todos os problemas financeiros que se acumulam, o distanciamento da mãe, Naomi, que está a cada dia mais se afundando em trabalho, Yo
"Qualquer um pode cometer um erro..."
Yoko sempre teve uma vida relativamente boa e estável, participava da organização do Festival Cherry Blossom, tinha amigos com quem contar na escola, tocava violino e estava treinando para fazer parte da orquestra da Juventude de Macon quando tudo começou a dar errado. Seu pai se envolveu num grave acidente, que acko vê o que sobejou, de sua família, totalmente desestruturado. Em meio à dor da perda, Yoko conhece Aidan Hirsch, um garoto que parece tão desestruturado quanto ela, taciturno e solitário, e que é capaz, acima de tudo, de não julgar, simplesmente ouvir. Aos poucos, um sentimento singelo e inefável ganha forma, surgindo uma história delicada de autoconhecimento, arrependimento, culpa e superação que poderá mudar a vida desses adolescentes se assim escolherem.


A Estranha Mente de Seth

Em 1914 dá-se início a um conflito de proporções inimagináveis que marcou para sempre a história da humanidade. A I Guerra Mundial.A barbárie e a violência desse embate destruiu uma geração inteira de poetas, artistas, escritores, músicos, de inventores e atletas.
Foram mais de 19 milhões de vidas ceifadas, entre soldados e civis. Homens, mulheres e crianças que viram suas vidas e famílias destruídas pelos horrores das bombas, tiros e gases tóxicos.
Tudo isso foi resultado de uma série de fatores que colapsaram as estruturas políticas da Europa no Início do Século XX, mas teve como estopim o atentado que levou à morte do arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono Austro-húngaro, e sua esposa em 28 de Junho de 1914 em Sarajevo.
O homem que o matou chamava-se Gavrilo Princip. Um jovem engajado em uma luta revolucionária e membro do grupo terrorista Mão Negra. Os tiros deflagrados por ele acenderam o pavio de uma bomba que estava prestes a explodir.
O que se escondia por trás da mente desse homem?
Quais segredos, paranoias ou dilemas ele viveu até aquele momento?
Neste livro, Seth Richards, um jovem que em um universo fictício e em um tempo mais recente serve como um espelho do que imaginei como sendo a mente do algoz de Francisco Ferdinando. Dessa forma podemos viajar entre o brilhantismo e a psicopatia desse personagem enigmático e sombrio.
Poderemos viver junto com Seth Richards suas dúvidas entre as alucinações e a realidade, entre o conformismo e a revolução, entre o amor platônico e a violência da paixão.
Seth R. é um jovem extremista, um pensador que vive entre aulas matinais na faculdade e noites de treino numa sociedade clandestina e assassina em Vojerasa. Seth tem duas obsessões que controla com frieza e paciência: manter Lauren, seu amor platônico e sôfrego, pura para sempre e matar o conde Luendres Marquez. Tudo foi planejado. Ele tem um plano perfeito. O mártir perfeito em quem se apoiar. Seth fará o impensado e causará a Primeira Grande Guerra.




  • Obras na Amazon:



Efeito Dominó

"É melhor ser engando do que não confiar."
Helena foi morta num passeio à Saquarema. Seis meses após o assassinato e ainda não existem provas suficientes para lastrear o caso. Cora está desestabilizada com a perda da mãe e a impotência que tem sentido em decorrência disso. Ela está passando por todas as etapas do luto, afastando-se de suas amigas e até do seu pai, Afonso. Sua vida caótica e com uma bandeira hasteada de luto vira do avesso quando presencia uma tentativa de homicídio que põe a vida de Lucas, seu amigo, em perigo. No processo Cora é feita refém por um criminoso enigmático que está disposto a tudo para trazer à luz todos os segredos que rodeiam a morte de Helena. Ela só precisa decidir entrar no jogo.
Entre mentiras, assassinatos e segredos funestos, o obscuro é o lado mais seguro para Cora se aliar. Mas ela precisa decidir qual segredo é digno do silêncio e se estará pronta para desencadear o efeito dominó!


História em Retalhos

O amor é a meta infinita da história do mundo.
Histórias em Retalhos é uma coletânea de histórias curtas intrínsecas e sinceras, que narra de forma sensível o sentimento mais singelo de todos: o amor.
Um relato de uma mãe introspectiva, o amor de uma irmã pelos irmãos bastardos, uma carta de uma garota apaixonada para seu melhor amigo e uma filha que enfrenta dificuldades com a perda dos pais. Além, de uma história extra sobre o descobrimento do amor pela leitura.
Todas essas histórias compactam a sutileza e nuances desse sentimento dolorido, complicado e bonito em seus diversos ângulos.


  • Ainda não publicadas:




Espero que tenham gostado. Animados com as novidade? Em breve resenha aqui no blog. Beijos e até o próximo post! 


Título: Extraordinário
Autora: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 320

Sinopse:
August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.


"Era momentos como aquele que Joseph reconhecia a face de Deus em forma humana. Cintilava para ele em sua gentileza, brilhava em sua solidariedade..."Christopher Nolan

A história é narrada em partes pelo August e por pessoas próximas a ele. August é um menino muito esperto e forte, o único desejo dele era ser normal, já que ele nasceu com uma deformidade no rosto. A forma como cada narrador aborda nos aproxima de uma nova perspectiva.



August tem 10 anos e nasceu com uma síndrome genética que leva deformidade facial, fazendo com que passasse por diversas cirurgias, o que o impossibilitava de ir para escola. Agora, os pais decidiram que era hora dele frequentar uma escola, visto que as cirurgias eram menos frequentes. O Auggie sabia lidar com os olhares no dia a dia, mas não sabia como enfrentar um colégio cheio de crianças com comentários maldosos.

Contada de forma simples, acompanhamos Auggie enfrentando as dificuldades, fazendo novas amizades e nos ensinando a superar os problemas diários. E tornando-se um exemplo.

" Se você consegue passar pelo ensino fundamental sem ferir os sentimentos de ninguém, isso é muito maneiro." - Summer Dawson, amiga de August

Esse livro deveria fazer parte da lista escolar, é um livro carregado de lições, com uma linguagem simples e aproximante. Foge do que eu já tenha lido antes e me surpreendeu, um livro para você ver a vida com outros olhos. Além de várias referências a Star Wars, que deixa a história ainda mais interessante. Acho também, que deveríamos criar preceitos iguais ao do Sr. Browne.

" Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo." - August Pullman

Estou muito ansiosa para a adaptação cinematográfica e espero que eles sejam fies a história do August! Recomendo a leitura!

Até a próxima!


" Vamos criar uma nova regra de vida ... sempre tentar ser um pouco mais gentil que o necessário" J. M. Barrie



Oi gente! Vim trazer uma surpresa muito boa para 2017, a parceria com a escritora Clara Savelli. Ela é um dos sucessos no Wattpad, plataforma literária que já falei aqui, e promete trazer várias surpresas para 2017. Eu já li alguns livros dela e estou doida para resenha-los para vocês.


Carioca da clara. Vive no seu próprio céu de diamantes. Gosta de pensar que é padawan da Meg Cabot, ainda que prefira o lado negro da força. Fez duas faculdades ao mesmo tempo, mas não tem um vira-tempo. Enquanto espera o convite de Zordon para fazer parte dos Power Rangers, passa o tempo livre escrevendo livros. 

 Clara Savelli é carioca, nascida em Outubro de 1991 e uma mulher de mil e uma utilidades: escritora, bacharel em Relações Internacionais e advogada.
Vencedora do Prêmio NRA 2009 nas Categorias "Melhor Livro Não-Concluído", "Melhor Autora" e "Melhor Entrevista". Vencedora do Prêmio Paulo Britto de Literatura 2011 na Categoria Prosa. Menção Honrosa no Concurso Internacional de Contos Vicente Cardoso 2012. Vencedora do Wattys 2015 e do Wattys 2016.
Autora de Mocassins e All Stars, Acampamento de Inverno para músicos (nem tão) Talentosos, Tiete!, Chinelo e Salto Alto e diversos contos. Colunista semanal do blog Psicose da Nina, da Woo Magazine e redatora da Revista Publiquei!

Redes Sociais:



  • Obras Publicadas:

Mocassins e All stars

“— Gostei dos seus sapatos.
Ele disse isso, eu juro. Só isso. “Gostei dos seus sapatos” e foi em­bora! Reparei nos seus sapatos enquanto ele ainda estava por perto. Eram mocassins. O tipo de gente que usa mocassins na escola não deveria gostar dos meus all stars!”

Julie está em um momento complicado da vida. Depois da morte do seu pai, ela e sua mãe se mudam para o outro lado do país – lar de sua avó materna, que ela nunca conheceu. Julie se vê obrigada a deixar seus melhores amigos para trás, a enfrentar colegas nem um pouco receptivos no novo colégio, e a conviver com Arthur, esse garoto implicante que parece amar tirar sarro de seus sapatos e que a coloca em furadas desde seu primeiro dia de aula.
Entre mistérios, brigas e romance, Julie descobre algo sobre sua avó que muda o rumo de tudo. Ela só queria terminar o Ensino Médio e decidir o que fazer na faculdade, mas a vida não poderia facilitar tudo para ela, poderia?


  • Obras no Wattpad:

Acampamento de inverno para músicos (nem tão) talentosos




Amanda foi arrastada pela melhor amiga para passar um mês em um Acampamento para Músicos em Teresópolis, cidade serrana do Rio de Janeiro. O sítio do acampamento é isolado e, ainda que pense nisso constantemente, Amanda não tem como fugir. Tudo bem que ela perde um pouco da vontade de fugir quando conhece Bruno, monitor do Acampamento que também não parece estar tão empolgado com o fato de ter que passar um mês trancafiado naquele lugar. E já que não pode fugir, por que não aproveitar tudo que for possível? Entre garotos, segredos e muita música, Amanda descobre que é mais talentosa do que pensa e que passar um mês trancafiada em um sítio isolado pode não ser tão ruim assim. Especialmente quando o sítio tem piscina aquecida, academia, água quente e um monitor lindo daqueles.

Tiete!

A única coisa de que Kate tem certeza na vida é que não aguenta mais ouvir sua melhor amiga, Mariana, falando de Alex Rodder - um ator inglês mundialmente famoso que aparentemente faz todas as mulheres do mundo caírem aos seus pés - mesmo a distância. Todas menos Kate. Não que ela não o ache bonito. Ora, é possível achar o homem mais bonito do mundo segundo todas as revistas de fofoca feio? Longe dela. Ela só tem coisas mais importantes para se preocupar. Como o fato de não ter ideia do que fazer na faculdade. Ou com seu pai, que passa mais tempo fora de casa do que dentro dela. Além do seu relacionamento-não-relacionamento com Caio, irmão da Mariana. E com seu ex-namorado insuportável e Mari que começam a se aproximar. Ou com o fato dela ser obrigada pela secretária do colégio a se inscrever no show de talentos, mesmo que tenha prometido a si mesma que nunca mais tocaria bateria. No meio disso tudo, Mariana surge com uma novidade: ganhou uma promoção! Para conhecer Alex Rodder! Em Londres! E ela quer levar Katerine! Como a vida é sempre cheia de muitas peças, claro que essa viagem não vai ser nem um pouco como elas planejaram...

Chinelo e Salto Alto


Rafael e Bárbara não se veem há mais de cinco anos - desde quando terminaram o namoro de forma desastrosa. Desde então, guardam rancor um do outro, pelas mágoas do passado. Se tornaram desconhecidos e dois completos opostos. Seriam capazes de apostar que jamais se veriam novamente, mas acabaram por se reencontrar, acidentalmente, no elevador do prédio que moravam. Vizinhos há pouco tempo, nenhum deles sabia que corria esse risco. É a primeira vez que se encontram em cinco anos e justo em um lugar tão claustrofóbico como um elevador... É quando, por conta de uma brusca queda na luz, o elevador para... Por longas horas. Querendo ou não, Rafael e Bárbara começam a conversar sobre seu passado, colocando sua história em pratos limpos e descobrindo se, no final de tudo, ainda existe algum sentimento. Seria possível que pessoas tão modificadas pela mágoa pudessem ainda acreditar naquele amor adolescente?


  • Contos no Wattpad:



25 de Dezembro Sonho de uma noite de verão
Miguel e Giovanna tem seus motivos para estarem passando o Natal longe de casa. Todavia, o motivo de Miguel é, digamos, um pouco mais sombrio. Giovanna e Miguel se envolvem em um romance de verão, mas as consequências são muito mais intensas do que eles esperavam. Especialmente para Miguel, que não sabia que se envolver com Giovanna poderia ser sua perdição. Ou sua salvação.
Reencontros, trufas e anjos
Sara achava que ia ter uma Páscoa normal. Sem grandes emoções, comemorada com a família e com seu lindo/gostoso/incrível namorado, Lucas. Porém, na manhã do sábado de aleluia ela é acordada por um presente misterioso na sua porta, com um bilhete mais misterioso ainda. Quando, um pouco mais tarde, sua mãe vem lhe contar que Jopa está de volta, ela não consegue acreditar. Seu melhor amigo/vizinho/primeiro amor ia voltar para casa ao lado! Todavia, seu coração já estava destruído pela distância. E tomado por Lucas. Não é?
Gato preto
Chris é uma garota azarada, alérgica a gatos e extremamente supersticiosa. Não é preciso ser nenhum gênio para entender que menina tem horror a gatos pretos. Ela gosta de dizer que "já veio com azar de fábrica", mas a verdade é que ela pirou tudo ao quebrar um espelho no seu aniversário de 11 anos. A culpa não foi dela, na verdade. Foi daquele menino atrapalhado... Enfim, faltava menos de um mês para seu aniversário de 18 anos onde ela, finalmente, se livraria dessa carga extra de azar. Ela não contava, todavia, com o fato de que ia cruzar com um gato preto bem no dia de Halloween. Pior, ela precisava estar junto com Benjamin - seu crush - bem na hora? Quando o gato pula em cima dela, Chris se desespera. Ela, o gato e Ben acabam se embolando bem no meio da calçada. Só que quando Chris levanta, Ben está desaparecido. Onde foi parar o garoto e por que aquele gato não parava de olhar para ela?

  • Contos na Amazon:

Como se apaixonar todo dia

Esse conto conta a história de um neto azarado e confuso no que diz respeito ao amor e de um avô desmemoriado e apaixonado, que quer ensinar o que sabe - mas não lembra muito bem como foi que conheceu a esposa.

Venha prestigiar essa história com risadas, suspiros e algumas lágrimas!




Idealizações femininas

"Idealizar situações, criar expectativas... Sempre faço e sempre me arrependo".

A protagonista desse conto é uma menina que vive sonhando acordada, especialmente sobre seus futuros romances. Tudo começa quando ela chega cedo demais para aula e vê um menino sozinho dentro da sala. Do lado de fora, começa a pensar...

Venha rir, suspirar e idealizar também!



Estamos muito felizes com a parceria e com as novidades que ela vai trazer. Espero que vocês gostem. Beijos